Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte

20 de janeiro de 2017
Imprensa
Desenvolvimento Econômico participa de encontro sobre Centro de Inovação e empreendedorismo

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Juazeiro do Norte participou, na tarde desta quarta-feira, 18, no auditório do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) da Universidade Regional do Cariri – URCA, campus Crajubar, de uma reunião sobre a construção do Centro de Inovação e Empreendedorismo da região do Cariri.

Na ocasião, o Secretário Adjunto de Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado (SECITECE), Professor Francisco Carvalho, e Coordenador da Rede de Núcleos de Inovação Tecnológica do Ceará, Samuel Façanha, estiveram apresentando propostas para a construção do equipamento, juntamente com empresários locais, representantes de órgãos e professores de instituições de ensino superior da região.

O espaço servirá para estimular a proposta de empreendimentos, a começar pela construção das ideias, reuniões, desenvolvimento e efetivação. Tem por objetivo, criar um ambiente integrado e de cooperação institucional, com foco no empreendedorismo e na inovação, incitar a educação empreendedora e da inovação como item estratégico do desenvolvimento da região, bem como aproximar empresários e investidores do conteúdo empreendedor, desenvolvido por meio deste ambiente de inovação.

O Subsecretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, de Juazeiro do Norte, Douglas Feitosa, diz que com o Centro, é possível conhecer pouco mais sobre o que está sendo desenvolvido, dentro de uma Universidade ou empresa. Para ele, o órgão é um fomentador do empreendedorismo.

Para o subsecretário, com o intuito de alavancar o desenvolvimento econômico da cidade, foi criada a diretoria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Empreendedorismo, na secretaria. “Por meio dessa nova diretoria, a secretaria poderá estar mais presente junto com o que se desenvolve, tanto a ideias na região do Cariri, principalmente na cidade de Juazeiro do Norte, e também terá uma ligação maior com outros atores no mercado, como as universidades e o setor privado”, destaca.


Tópicos: