Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte

21 de fevereiro de 2017
Imprensa
Nomeada nova presidente da Fundação Memorial Padre Cícero

O Coordenador de Arte e Cultura de Juazeiro do Norte, Alemberg Quindins, apresentou a historiadora Cristina Holanda, como a nova Presidente da Fundação Memorial Padre Cícero, aos servidores que atuam naquela casa. Ela tomou posse na manhã dessa terça-feira, em reunião na sede do equipamento.

Cristina Holanda tem um trabalho de vários anos, voltado para o estudo e organização de Museus. Foi diretora do Museu do Ceará, atuou na Secretaria de Cultura do Estado e, mais recentemente, como consultora do Programa Pontos de Memória do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), em Brasília.

O nome da nova Presidente, segundo Alemberg Quindins, foi apresentado a um grupo de acadêmicos, estudiosos e historiadores de Juazeiro do Norte. Eles aprovaram sua indicação, que partiu de critérios técnicos, para conduzir os rumos do Memorial pelos próximos quatro anos. Ele afirma que Cristina Holanda, por sua experiência, deve contribuir para a realização dos projetos que a Gestão Municipal tem para o Memorial Padre Cícero. Entre eles, a criação de um Plano Museológico para que a entidade possa se inscrever em editais públicos que contemplem museus, com recursos financeiros e outras ações.

O Memorial Padre Cícero deverá ainda desenvolver trabalhos paralelos com a Biblioteca Pública Municipal. Devido o acervo disponível no local ser destinado aos pesquisadores que estudam a história de Juazeiro do Norte com mais profundidade, essa biblioteca passará por processos de reorganização para que ela seja usada adequadamente.

O Memorial Padre Cícero pode ainda se tornar uma sala de visitas para autoridades e pesquisadores que visitam Juazeiro do Norte. “Para isso, precisamos estar bem preparados, sempre aprendendo coisas novas sobre o museu e sobre a cidade. Podemos  fazer desse lugar um projeto de crescimento pessoal. Então, vamos começar a capacitar as pessoas que trabalham aqui para, futuramente, estarmos prontos para atuar como capacitadores de outros museus da região”, afirma o coordenador.

A presidente destaca que, pela importância do Memorial Padre Cícero, as elaborações das metas de trabalho deverão ser feitas com a participação de toda equipe. Ainda com relação ao Plano Museológico, que hoje em dia, segundo o estatuto que rege esse tipo de entidade, é um documento obrigatório para todos os museus, o critério é o mesmo: “Não trouxe nada pronto. Nossa meta é construirmos um plano museológico para o Memorial de forma participativa, com a equipe de trabalho e a comunidade”, ressalta a Presidente.

Fotos: Samuel Macedo


Tópicos: