Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte

4 de março de 2017
Imprensa
SEMASP e AMAJU recebem estudo gravimétrico dos resíduos sólidos

A Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Serviços Públicos (SEMASP) e a Autarquia Municipal de Meio Ambiente de Juazeiro (AMAJU) receberam o estudo Diagnóstico de Resíduos Sólidos, desenvolvido entre os meses de junho e julho de 2016 pela empresa Prática – Projetos e Consultoria Ltda., em parceria com a Environmental Technology Solutions Brasil (EnviTeSB Ltda). O estudo traz subsídios para o processo de elaboração do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, com indicação sobre a geração, coleta, transporte e destinação final.

O estudo Gravimétrico do Município de Juazeiro do Norte foi realizado por estudantes universitários, dos cursos: Tecnólogo em Saneamento Ambiental, Biologia, Engenharia Ambiental, Química Industrial e Engenharia de Materiais. Os acadêmicos estudaram as três etapas funcionais dos resíduos: geração, transporte e destinação.

A Engenheira Ambiental, Érica Romana Gomes, foi uma das voluntárias no diagnóstico. Ela ressalta a urgência em se implementar políticas públicas que venham a tratar desses resíduos, diminuindo a geração e acabando com a destinação inadequada, como os pontos de acúmulo em terreno baldio, a substituição de lixões por aterros sanitários que atuariam com a implantação de coleta seletiva, destinando os resíduos corretamente.

De acordo com o Superintendente da AMAJU, Sidney Kal-Rais, o estudo gravimétrico será de grande importância na criação do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, norteando a implantação da coleta seletiva e criação de políticas públicas de preservação do meio ambiente, voltadas aos resíduos Sólidos. “O município tem muito a ganhar com esse estudo. A partir de agora, vamos analisar e diagnosticar estes dados para tomar as decisões necessárias.  É um desejo do Prefeito Arnon Bezerra e nós iremos conduzir da melhor forma para atender as necessidades da população”, afirma o Superintendente.

A SEMASP já vem promovendo a limpeza de vários terrenos baldios que recebiam resíduos.  Com o diagnóstico, a gestão agora tem instrumento físico para atuar, tanto cobrando dos geradores a destinação correta do lixo gerado, como também promovendo campanhas educacionais junto à população, com políticas públicas de redução e destinação correta do lixo.

Fotos: Helio Filho


Tópicos: