8 de junho de 2017
Imprensa
Projeto com apoio da Sedest oportuniza primeiro emprego para jovens

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho (SEDEST), em parceria com o Governo do Estado, executa o projeto Primeiro Passo, que gera a oportunidade do primeiro emprego para jovens em vulnerabilidade social. Desde o início deste ano, 100 jovens entre 16 e 20 passaram pelo curso de capacitação e foram inseridos no mercado de trabalho, por meio de estágio remunerado, nas áreas de auxiliar de produção no setor calçadista, auxiliar em administração e auxiliar de vendas e varejo.

O projeto se insere em três linhas de atuação, incluindo Jovem Aprendiz, em que o jovem deve estar no 3º ano do Ensino Médio em escola de rede pública ou já ter concluído. O estudante se mantém ocupado durante os três turnos, um dedicado a escola, outro para aprendizagem nas empresas, e o terceiro, é destinado para os cursos de capacitação nas áreas de administração, produção de indústria de calçados e vendas e varejo, com duração de um ano.

Estagiário I: é indicado para os jovens que estão cursando o 1º ou 2º ano do Ensino Médio em escola pública. Após o processo de seleção, irá realizar durante um ano estágio em instituições públicas, cumprindo carga horária de quatro horas de segunda à sexta-feira. O valor da remuneração conforme a lei 11788/2008, é equivalente a meio salário mínimo e vales transporte.

Jovem Aprendiz do IDESQ: o Idesq, empresa executora da Linha Jovem Aprendiz do Primeiro Passo utiliza o banco de dados do Programa Primeiro Passo, como também do banco de oportunidades do O Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (ACESSUAS), e insere jovens de 18 a 21 anos de idade com o ensino médio completo, no Hospital Regional do Cariri, na Pioneira Distribuidora e na loja de eletrodomésticos, Macavi. Durante o estágio, que tem duração de 24 meses, os jovens participam do curso profissionalizante na área administrativa.  

Segundo a gerente do Primeiro Passo, Magna Aquino, o projeto existe em Juazeiro do Norte desde 2010 e muitos desses jovens que foram inseridos no mercado de trabalho permanecem empregados. “Desde janeiro já inserimos muitos adolescentes em empregos. Uma quantidade significativa desses jovens ainda trabalha nos locais que estagiaram, todos que concluem a fase também adquirem amplo conhecimento”, afirma.

Estimativa de vagas - Para o próximo semestre, a SEDEST espera dobrar o número de jovens empregados. Recentemente foram enviados ofícios ao Ministério do Trabalho e a algumas empresas do Município, solicitando novas inserções de aprendizes, mostrando a importância do cumprimento da Lei de aprendizagem nº 10.097/2000. De janeiro até o final de maio, já foram cadastrados mais de 400 jovens que ocupam os cadastros de reservas do projeto.

O cadastro para o Projeto Primeiro Passo é realizado na Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho e o jovem deve portar o RG, CPF, título de eleitor, carteira profissional, comprovante de residência e uma foto 3x4.

Fotos: Anderson Duarte


Tópicos: