16 de novembro de 2017
Imprensa
PGM encaminha esclarecimentos ao Ministério Público sobre implantação do Carajás Home Center

A Procuradoria Geral do Município de Juazeiro do Norte (PGM) informa, com relação a desapropriação de parte da Rua Dídio Lopes de Oliveira, localizada no bairro São José, para implantação do Carajás Home Center nesta cidade, que enviou ao Ministério Público, no dia 27 de outubro, ofício onde destaca que esta é a primeira desafetação realizada na atual Gestão. Ainda ressalta, que a Prefeitura Municipal, tem se destacado pela recuperação do patrimônio público através da reversão de dezenas de imóveis doados pelas gestões anteriores.

É importante destacar ainda, que a proposta de desapropriação de parte da referida rua partiu da empresa, que almeja construir um empreendimento de grande porte nesta cidade. O projeto visa a incorporação de parte da rua a dois lotes confinantes, permitindo a edificação da obra em toda a área.

A desapropriação é de uma parte do logradouro, correspondendo a uma quadra, cujas áreas próximas já estão na posse do Grupo Carajás. Portanto, não causa prejuízos a terceiros. Representantes do Grupo Carajás se propuseram a comparecer para apresentar o projeto e os estudos técnicos que foram realizados para implantação do empreendimento.

Em Juazeiro do Norte, o Grupo Carajás pretende realizar investimentos em torno de R$ 40 milhões, e gerar, como alega a empresa, cerca de 500 empregos, a exemplo do que ocorre nas demais unidades já inauguradas em cidades como João Pessoa/PB, Campina Grande/PB e Maceió/AL).

O investimento, diante da realidade de crise econômica nacional, é grande relevância para o Município. Além da geração de empregos, a cidade será contemplada com a construção de um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), e uma praça Mais Infância, que engloba um centro de esporte.

Carta de Intenção

A empresa ainda enviou à administração, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação, carta de intenção em que expõe a sua perspectiva de investimentos, de R$ 40 milhões, além da geração de 500 empregos diretos, com o capital inicial da empresa de R$ 20 milhões, numa área de ocupação de 24 mil m².


Tópicos: