26 de janeiro de 2018
Imprensa
AME realiza curso de reabilitação para pessoas com deficiência com apoio da Sedest

A Associação das Mães Escolhidas (AME) de Juazeiro do Norte, com apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest) iniciou, nesta sexta-feira (26), com encerramento neste sábado (27), curso sobre Reabilitação em Domicílio para Pessoa com Deficiência. O curso acontece através do Grupo Reabilitar, formado por profissionais que trabalham no Centro de Reabilitação e Valorização da Criança (Cervac), localizado na cidade de Recife-PE.

O curso acontece no Auditório José Menezes, localizado no Hotel Verde Vale, e fala sobre metodologias, origens e causas da deficiência, bem como da importância da respiração e técnicas respiratórias, além de erros e acertos no caminho da reabilitação. Conta ainda com depoimentos de vivência, passa dicas de reabilitação e orientações às famílias quanto às técnicas e terapias que podem ser realizadas em suas residências. O público alvo é formado por pais de pessoas com deficiência e profissionais da área.

A AME desenvolve ações para fortalecer as famílias que têm crianças com paralisia cerebral, síndrome de down e autismo, bem como busca melhorias de políticas públicas voltadas a esse público. A presidente da associação, Eroneide Carvalho, informou que fez uma pesquisa e, em setembro de 2017, foi a Recife onde constatou que as crianças de Pernambuco se desenvolviam de maneira mais satisfatória.

“Eu visitei algumas instituições e, no Cervac, o que me chamou atenção foi a metodologia que eles usam de transdisciplinaridade, onde juntam todas as especialidades, com a ajuda da mãe, e se fortalece esse vínculo familiar, passando todas as informações e técnicas que os familiares precisam para a reabilitação, em suas próprias residências”, disse.

A fonoaudióloga, Alba Lopes, coordenadora de saúde do Cervac , diz que o curso, além de falar sobre reabilitação, aborda a importância dos pais no processo terapêutico. “As mães precisam aprender a como reabilitar seus filhos e cabe a nós profissionais ajudar, ensinar e orientar, porque são eles que passam mais tempo com as crianças”, destacou.

Fotos: Samuel Macedo

Galeria de fotos


Tópicos: