10 de junho de 2018
Imprensa
Exposição Padre Azarias Sobreira segue para Museu Jaguaribano em Aracati

A exposição sobre o Padre Azarias Sobreira, que esteve em cartaz desde 05 de outubro de 2017 no Memorial Padre Cícero, seguiu para o Museu Jaguaribano, de Aracati (Ce), no último dia 07 de junho.

O material esteve exposto durante os últimos oito meses no hall do Memorial Padre Cícero, com painéis que contam a história do sacerdote que se notabilizou pela defesa do Padre Cícero Romão Batista, através de pesquisa e publicação de um livro intitulado “O patriarca de Juazeiro”.

Para o pesquisador e curador da exposição, Geová Sobreira, a transferência do acervo da exposição em caráter permanente é um reconhecimento à importância que o Município de Aracati teve para a vida e o exercício da vida sacerdotal de Azarias Sobreira. “A parte mais produtiva, intelectualmente, do Padre Azarias, foi em Aracati, quando ele se dedicou exclusivamente para preparar a obra “O Patriaca de Juazeiro”, primeiro grande livro saído de dentro da hierarquia eclesiástica em defesa do Padre Cícero. Todos os outros anteriormente escritos por sacerdotes foram contra”.

Geová Sobreira explica que Aracati recebeu o Padre Azarias com carinho, dando condições para que ele desenvolvesse seu trabalho.  “ Teve por ele um carinho e um respeito muito grande pela sua dignidade, saber e conduta. Ele ficou sendo uma referência cultural naquela região do Estado, onde viveu por 20 anos”.

Já o acervo de peças e objetos doados pela família do Padre Azarias que também faziam parte da exposição, continuarão sob os cuidados da Fundação Memorial Padre Cícero e serão incorporados brevemente à sua exposição permanente, junto aos objetos que pertenceram ao Padre Cícero.

A Presidente da Fundação Memorial Padre Cícero, Cristina Holanda, vê nessa ação, mais uma possibilidade para o fortalecimento de laços com outros museus do Estado do Ceará. Ela tem trabalhado capacitações e momentos formativos com representantes de vários museus da Região do Cariri e o Museu do Ceará, de Fortaleza, com o objetivo de dar início a criação de uma grande rede de museus com a possibilidade de compartilhamento de conhecimentos e interações na área de museologia.


Tópicos: